domingo, 18 de agosto de 2013

Bom Domingo



Continue vendo o Azedinho doce !Esses animais fofos!

Vambora de hj



    Vambora -Praia do Farol -Arraial do Cabo

A Praia do Farol está localizada em reserva ecológica e sob a proteção da marinha. Considerada por alguns como a praia mais linda do Brasil, suas águas são incrivelmente transparentes e a sua areia muito branca. Para chegar até a Praia do Farol é necessário pegar um barco, que normalmente é barato, pois a praia está próxima e localizada na Ilha do Cabo Frio. O INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) considera a Praia do Farol como a mais perfeita do Brasil, isso avaliando a transparência da água e a qualidade da areia. É realmente um paraíso, com 1 km de extensão, cercado por pequenas dunas e formando um aquário natural para que os banhistas possam mergulhar junto com lindos peixes. Para completar há uma figueira centenária que realça o charme, um verdadeiro reduto para casais apaixonados.

Clique na imagem para fechar a janelaClique na imagem para fechar a janelaClique na imagem para fechar a janelaClique na imagem para fechar a janelaClique na imagem para fechar a janelaClique na imagem para fechar a janelaClique na imagem para fechar a janelaClique na imagem para fechar a janela
Mar: transparência que impressiona, azulado, calmo e gelado.
Areia: areia branca e muito fina
Público: casais e famílias
Dicas:
  • Normalmente o passeio de barco até a Praia do Farol é barato, então faça uma pesquisa antes de pegar uma embarcação.
  • No cais da Praia dos Anjos existem vários barcos que te levam até a ilha.
  • A cidade de Arraial do CaboPrainha -  é muito tranquila e seus moradores lhe darão uma excelente recepção.
  • Cuidado com a câmera fotográfica, pois se estiver ventando a areia fina poderá impregnar nela.
  • Não é permitido levar comida e nem água até a Praia do Farol.
Modalidades: pesca e mergulho
Onde comer: nas praias próximas
Onde ficar: Hotéis e pousadas nas proximidades do centro de Arraial do Cabo
 
 
 
 
VEJA MAIS FOTOS NO LINK ABAIXO:

5 fatos incríveis sobre o corpo humano...Você já sabe muita coisa a respeito da sua anatomia, mas algumas curiosidades talvez ainda sejam inéditas. Confira algumas delas a seguir.

5 fatos incríveis sobre o corpo humano





Você já parou para pensar em quão incrível é o corpo humano, em trabalho para manter-se vivo, respirando, com o coração pulsando? Pois é. Para que tudo isso aconteça, você precisa alimentar suas células com energia suficiente para que elas trabalhem direitinho. Ainda assim, é possível que você talvez não saiba algumas coisas bem interessantes a respeito do seu corpo, esse mesmo que, enquanto você lê este texto, está trabalhando a todo vapor.

1 – Sangue



Se você cortar seu dedo com uma faca, acidentalmente, enquanto descasca uma laranja, ele vai sangrar. Isso acontece porque seu corpo tem, ao total, mais de 95 mil km de vasos sanguíneos – o suficiente para dar pouco mais de duas voltas ao redor da Terra.

2 – Células



Tudo em seu corpo é formado por elas. Você sabia, por exemplo, que a quantidade de células que você tem varia entre 75 e 100 trilhões? Isso simplesmente é mais do que as 400 bilhões de estrelas presentes em nossa galáxia.

3 – Reações


Essas células todas, em menores ou maiores proporções, são comandadas pelo seu cérebro, que é formado por outras células e que, também, é a parte “racional” do seu corpo, ou seja, é a parte capaz de pensar. Cientistas usam essa lógica muitas vezes para dizer que conseguimos controlar muitas coisas do nosso corpo com os comandos de nossa mente. Se você duvida, talvez só precise de um pouco mais de treino.

4 – Fênix


A cada sete anos o corpo humano passa por uma espécie de substituição dele mesmo por ele mesmo. Complicado? Vamos lá: as células – de novo elas – que formam seu corpo estão morrendo a todo o momento e, também a todo o momento, sendo repostas. Desde que você começou a ler esse tópico, 25 milhões de suas células já morreram. Não há motivo para preocupação, afinal, por dia, você produz 300 bilhões delas. Esse processo é tão comum e acontece tantas vezes que, no prazo de sete anos, é como se você tivesse produzido um corpo novo, inteirinho, de células.

5 – Poeira



Você e seus trilhões de células são feitos de poeira estelar. Seu corpo tem átomos de carbono, nitrogênio e oxigênio. Esse mesmo tipo de material está presente no Universo todo que, conforme a Ciência indica, é muito mais velho do que a recém-nascida humanidade. Partindo da teoria de que tudo começou a partir de um grande estouro, que gerou estrelas, galáxias e planetas e, consequentemente, vida, você não deixa de ser um produto dessa explosão.

Conheça 5 parques temáticos bem estranhos...Vale tudo quando o assunto é entretenimento e talvez um lugar estranho possa ser bastante divertido.

Conheça 5 parques temáticos bem estranhos





O que você gosta de fazer quando chegam as férias? É bem provável que viajar esteja entre os itens da sua resposta e, nesse caso, é sempre bom conhecer alguns parques temáticos ao redor do mundo, não é mesmo? Bem, o “problema” é quando esses parques são bizarros demais, como os que você vai ver a seguir.

1 – O reino da escatologia

Fonte da imagem: Reprodução/Themeparkreview
Porque, aparentemente, as pessoas têm um interesse estranho por coisas nojentas. Então, nas suas próximas férias, se por acaso você der um pulinho no BonBon Land (foto da capa), na Dinamarca, não deixe de visitar o parque com estátuas vomitando, montanha russa do pum e barraquinhas que vendem quitutes nomeados de “cocô de gaivota” ou “fraldas usadas”. Apetitoso?

2 – Parque budista

Fonte da imagem: Reprodução/Troppiece
Quem disse que religião não pode virar entretenimento? O Suôi Tiên Park – é permitido fazer piadas com o nome – fica no Vietnam e tem como personagem principal ninguém mais, ninguém menos que Buda. Entre as atrações estão passeios pelo “Palácio do céu” ou, ainda, a visão da vida eterna no inferno, para que os visitantes reflitam acerca de seus pecados. E aí, curtiu?

3 – Charles Dickens

Fonte da imagem: Reprodução/Businessinsider
O escritor inglês ganhou um parque temático na Inglaterra e lá os visitantes podem acompanhar os efeitos da Revolução Industrial de uma maneira que complementa incrivelmente todas as aulas de História já vistas. O cenário nem sempre é feliz, logicamente, já que fome e miséria são alguns dos temas tratados, mas poder visitar algumas reproduções feitas a partir das narrativas do escritor é, no mínimo, bem interessante.

4 – Parque Espanha

Fonte da imagem: Reprodução/Flickr
Esse é o único parque temático do mundo dedicado à Espanha. Onde ele fica? No Japão. Ah, os japoneses... O bacana é que o visitante pode ficar diante de réplicas da Praça Maior e da Porta do Sol, dois dos lugares mais visitados de Madri. Além disso, há também estátuas em homenagem aos inesquecíveis Dom Quixote e Sancho Pança, personagens da famosa obra de Miguel de Cervantes.

5 – Disney, só que não

Fonte da imagem: Reprodução/Lovethesepics
A China é conhecida por produzir réplicas de alguns produtos, mas você sabia que eles copiaram também a Disney. Ou melhor: tentaram copiar. Lá, Pato Donald é só Pato e Mickey é Rato. A versão menos caprichada do parque mais famoso do mundo fica em Pequim e, além dos personagens famosos da Disney, existem outros como Shrek e Hello Kitty. Uma visita nesse lugar seria possivelmente bem divertida.

Afinal, o que é a realidade? Ela existe ou foi criada por nós, humanos?

Fonte da imagem:Reprodução/DesfortunataAfinal, o que é a realidade? Ela existe ou foi criada por nós, humanos?
 
 
 
 
 

Essa é uma grande questão filosófica, científica, clínica e física. Entenda um pouco mais sobre o assunto.

 
Sem pensar muito, defina o termo “realidade”, para você mesmo, de uma maneira simples. O que é real? Alguns cientistas por aí defendem a ideia de que nossa forma de ver o mundo deturpa os conceitos do que é real e do que não é – uma coisa meio “Matrix”, talvez.
O ator Morgan Freeman apresentou, recentemente, um programa a respeito das teorias que fundamentam as questões do buraco da minhoca, expressão usada pela Física para tratar de relatividades que podem ser aplicadas quando o assunto é tempo e/ou espaço. Freeman questiona, durante um momento de sua apresentação, o que é real. E completa: “Como podemos ter certeza de que o Universo à nossa volta realmente existe? E como nós podemos saber que o mundo que vemos corresponde ao que qualquer outra pessoa vê?”.
A questão é que nossos sentidos e, consequentemente, nossas percepções, são falhos. O que você vê é, na verdade, um produto criado por seu cérebro, que filtra infinitas informações, a todo momento, para que você construa uma visão de mundo útil. Esse tipo de filtração é importante para que consigamos selecionar todas as informações de que dispomos e possamos nos ater ao que é mais importante.

Ilusão

Fonte da imagem: Reprodução/Kapra
O problema é que essa filtragem pode nos enganar também, como acontece quando assistimos à apresentação de um mágico. E os bons ilusionistas sabem disso e usam esses conceitos para criar boas performances. O psicólogo Lawrence Rosenblum, da Universidade da Califórnia, que também pratica truques de mágica, acredita que, embora tenhamos essa capacidade de nos enganar com frequência, é errado dizer que tudo o que consideramos como realidade seja construído por nosso cérebro.
Freeman diz, em certo momento de sua apresentação, que “nós todos somos partes de uma comunidade feita de mentes” e, a afirmação que pode soar meio óbvia, parece importante para essa discussão acerca do que é e do que não é real. Se pensarmos que todas as mentes – em um mundo com 7 bilhões de pessoas – funcionam de maneira diferente, é lógico que os conceitos de realidade são diferentes também.
Você já parou para pensar, por exemplo, no poder concedido ao dinheiro? Dinheiro é papel, mas é um papel cujo valor é estipulado por nós, humanos, e isso fez com que diferentes sociedades, ao redor do mundo, fossem criadas acostumadas a atribuir valores bizarros àqueles pedaços de papel que, se não fossem pelo poder que damos a eles, de nada valeriam. O dinheiro em si, portanto, de acordo com as afirmações de Freeman, é uma ficção, pois possui um valor criado por nós – diferente de uma maçã, por exemplo, que é uma maçã, serve para alimentar, possui propriedades nutricionais sem que nada disso fosse determinado por uma mente humana.

Otimismo

Fonte da imagem: Reprodução/Sebraepr
Freeman aponta também como ilusão o otimismo, já que, de acordo com estudos feitos pela neurocientista Tali Sharot, da Universidade de Londres, as pessoas costumam subestimar a probabilidade de que coisas ruins podem acontecer. Em contrapartida, superestimam a probabilidade da ocorrência de eventos positivos.
Sharot observou o trabalho cerebral de um voluntário, a fim de escanear as suas reações diante de uma questão hipotética. Nesse caso, foi pedido ao voluntário que pensasse nas chances de ele vir a ter câncer de pulmão. Após receber as reais probabilidades de que isso venha a acontecer, os lobos frontais do cérebro do homem se manifestaram de maneira completamente diferente, como que em alerta. Quando a resposta é mais positiva do que se imagina, porém, o cérebro trabalha melhor.
Segundo Sharot, isso prova o quanto nós, humanos, somos propensos ao otimismo, e isso pode estar relacionado ao fato de que o otimismo faz nosso cérebro ter melhor desenvoltura. Tanto é assim que a Ciência já sabe, por exemplo, que pessoas otimistas tendem a viver mais, ter uma saúde melhor e, consequentemente, uma vida melhor. A questão é: o otimismo, por si só, é positivo, mas ele é uma ferramenta de ilusão criada por nosso cérebro para nos deixar melhor.
Ser realista em alguns casos, contudo, é importante. Se alguém bebe todos os dias e acha que não pode ser um alcoolista, essa pessoa está, na verdade, fugindo da realidade. Para tudo é preciso ter bom senso, até para ser otimista.

Física

Fonte da imagem: Reprodução/Picstopin
Enquanto neurocientistas e psicólogos explicam a realidade pelo ponto de vista das atividades cerebrais de cada um, a Física tem outra forma de discutir o assunto: a mecânica quântica, aquele campo onde tudo o que há de mais bizarro ocorre. Um elétron, por exemplo, pode se comportar como uma partícula ou uma onda, dependendo de como é medido. E os cientistas medem tanto a posição de uma partícula quanto a sua dinâmica em determinado momento. Nunca, porém, se podem medir as duas coisas ao mesmo tempo.
O físico David Tong, da Universidade de Cambridge, diz que a Física Quântica é a melhor teoria já desenvolvida. Outro físico, Steven Nahn, acredita que a realidade é uma coisa real (é estranho, mas é isso mesmo), mas, segundo ele, isso não significa que nós, meros humanos, conseguimos entender o que é, de fato, a realidade.
É possível, ainda, que o Universo tenha dimensões desconhecidas por nós, onde existam forças universais bem diferentes daquelas com as quais estamos habituados. O Universo pode ser, também, uma espécie de holograma, quando a quantidade de informação que determinado espaço pode conter é proporcional à área da superfície desse espaço. Isso sem falar na hipótese de que o mundo tridimensional é apenas uma ilusão e que, na verdade, o mundo seria bidimensional, apenas. Coisas da Física. E aí, depois de todas essas suposições sobre a realidade, o que você acha de tudo isso?

Algumas características que nos tornam animais especiais

Algumas características que nos tornam animais especiais





O que difere o ser humano dos outros animais do mundo? Você já parou para pensar nisso? O portal Live Science fez uma lista com algumas características que nos tornam diferentes – confira alguns desses itens a seguir e depois nos conte o que você pensa sobre eles:

1 – A fala



Humanos têm a laringe posicionada de forma que conseguem emitir a voz, e essa é uma característica evolutiva considerável, analisada há muitos anos. Além disso, humanos têm também o osso hioide, que fica embaixo da língua e facilita a nossa fala – ele é o único osso que não está ligado a todos os outros do nosso corpo.

2 – Postura ereta



Somos os únicos animais completamente bípedes e isso nos permite usar pés e mãos para tarefas distintas e específicas. Um lado negativo de nossa postura é que a estrutura pélvica precisou sofrer alterações para manter o corpo ereto e, por isso, o parto humano é um dos mais perigosos em comparação com o restante dos animais – há um século, o parto era a principal causa de morte das mulheres.

3 – Pelos


Para que tê-los? Ainda que não sejamos completamente livres dos cabelos ao redor de nosso corpo, parecemos bem menos cabeludos do que os outros animais. E o verbo é esse mesmo: parecer. A verdade é que a pele humana, quando comparada com a de outros primatas, tem mais folículos de pelos do que a deles. A diferença é que os nossos são mais finos, curtos e claros.

4 – Polegares


Você já estudou que humanos são os únicos animais que têm polegares opositores, mas o conceito não é bem esse, na verdade. Primatas também têm polegares como os nossos – a diferença é que nós conseguimos ter um alcance maior com esses dedos, o que faz com que tenhamos mais mobilidade e capacidade de manusear as mais diversas ferramentas.

5 – Cérebro

 

Pois é. Nós somos espertos, sim, e temos capacidade para melhor desenvolver nossa inteligência. Pesando pouco mais de um quilo, nosso cérebro nos dá a habilidade de pensar e ter raciocínios lógicos. Einstein não nos deixa mentir. É importante sempre, porém, entender que os outros animais também são inteligentes – uma diferença básica é a forma como essas inteligências são desenvolvidas.

6 – Vergonha



Humanos são os únicos animais capazes de ficar com as bochechas vermelhas de vergonha, fato que foi definido por Darwin como “a mais peculiar e a mais humana das expressões”. Ainda não se sabe exatamente por que isso acontece, mas a teoria mais aceita é a de que o ato de ficar corado diante de uma situação ajuda as pessoas a manterem sua honestidade, beneficiando todo o grupo no qual estejam inseridas.

7 – Velha infância


Você morre de saudade quando começa a se lembrar dos tempos que vivia quando ainda levava lancheira para a escola? Pois saiba que não só esses foram bons tempos, como foram também longos, se compararmos a infância dos humanos com a de outros animais. A explicação para isso pode estar em nossos cérebros complexos, que requerem mais tempo para crescer, desenvolver-se e aprender.

Incrivel de hj : Arquitetos japoneses criam nuvens dentro de ambiente de vidro...E, como se não bastasse, quem visitar a exposição pode entrar no cubo-céu.

Arquitetos japoneses criam nuvens dentro de ambiente de vidro





O Azedinho doce vive dizendo por aí que japoneses fazem coisas bizarras, estranhas e até meio nonsenses, mas a verdade é que a gente morre de inveja da criatividade daquela galerinha, que consegue ter ideias geniais com a maior simplicidade do mundo. A novidade agora é que o Museu da Arte Contemporânea de Tóquio conta com o projeto Cloudscapes, que compactou nuvens em uma espécie de "aquário".
A culpa é do arquiteto Tetsuo Kondo que, ao que tudo indica, tem uma mente bastante produtiva. Contando com a colaboração de alguns engenheiros, Kondo conseguiu fazer instalações de vidro com nuvem, permitindo que os visitantes subam para o ambiente por meio de uma escada. A ideia dele é fazer com que os visitantes sintam como se estivessem acima do céu.
Essa criação necessitou de cuidados especiais, sendo que os arquitetos mantêm controladas a temperatura e a umidade dentro do cubo, enviando ar de três maneiras: fresco e seco na parte de baixo, quente e úmido no meio, e quente e seco em cima. Basicamente, essa é a receita da nuvem. Confira algumas imagens a seguir e depois nos conte o que você achou desse projeto.

1 – O cubo

Fonte da imagem: Reprodução/TetsuoKondo

2 – Nuvem particular

Fonte da imagem: Reprodução/TetsuoKondo

3 – Acima do céu

Fonte da imagem: Reprodução/TetsuoKondo

Humor assassino é para morrer de rir !

LINKS PARA RIR !