sábado, 13 de julho de 2013

Bom dia



DEIXEM NOS COMENTARIOS UMA LEGENDA PARA ESTÁ FOTO!


Eu ri

Vamos sim  rsrsrsrsAos que curtem um Rock... a nossa singela homenagem!!!Curta-nos ~> @[227263467307801:274:Quem não cola, não sai da escola] 
Recomendo = @[576606089028253:274:Um amor para toda a vida]Recomendo: @[441533425946063:274:Meu amor por você é eterno]
Via: @[655876047759324:274:Confiança é a Base de Tudo]

Brasil visto pelos brasileiro X Brasil visto pelos estrangeiros Vale apena rir de novo !


Como o Brasil é visto pelos brasileiros Pelos estranjeiros ....O PARAIZO !

Vambora de hj : roteiros para ecoturismo no Brasil

  Vambora

Ecoturismo. Um pouco da história e roteiros para Ecoturismo no Brasil.

Viver em sustentabilidade é usufruir o que se tem sem prejudicar a natureza e as gerações futuras. E essa tendência vem se tornando um verdadeiro estilo de vida e adquirindo mais adeptos. Para muitos, pensar em se divertir de forma ecológica é algo complicado, porém, recuperar o que já foi destruído na natureza é muitas vezes mais difícil. Pensando nessa conciliação que deve existir entre a sociedade e o meio ambiente, surgiu o ecoturismo, uma forma de turismo voltada para a apreciação dos ecossistemas em seu estado natural, com sua vida selvagem e população nativa intactas.

O Ecoturismo ganhou sua força depois da Segunda Guerra Mundial, quando as melhorias tecnológicas e trabalhistas evoluíram, dando condições às pessoas das mais variadas classes sociais a realizarem uma viagem.

O Brasil é um dos países que mais possuí opções de roteiros de ecoturismo, principalmente por possuir uma grande diversidade de ecossistemas, as opções de destinos são inúmeras, selecionei alguns lugares bacanas que valem a pena serem visitados por você, sua família e amigos. Veja a lista abaixo:

Ilha Grande – Rio de Janeiro


Ilha Grande em Angra dos Reis
Ilha Grande em Angra dos Reis - Fonte: angra.rj.gov.br

Localizada no município de Angra dos Reis, a Ilha Grande é uma das preciosidades do país. O local tem ao todo 193m² cobertos por uma densa mata atlântica, sete enseadas e aproximadamente 106 praias. Com tanta área preservada, a Ilha consiste em um refugio natural para muitos animais e também um local de proteção para recursos genéticos de espécies típicas da mata atlântica. Para quem pretende visitar e ficar hospedado em um hotel no Rio de Janeiro, o passeio também é recomendado.

Brotas – São Paulo


Cachoeira em Brotas
Ecoturismo e Aventuras em Brotas - SP

Brotas é uma cidade pequena que faz jus à imagem de município do interior. O ecoturismo e os esportes de aventura são os maiores atrativos da cidade. Por lá, existem tantas atividades que não é possível se fazer tudo em apenas uma visita, então, a dica é ficar na cidade o tempo suficiente para aproveitar todos os detalhes. Para quem gosta de esportes radicais, Brotas é um verdadeiro paraíso. Rafting, bóia-cross, arvorismo, tirolesa, rapel, canyoning, cavalgadas e muitas outras atividades podem ser feitas por lá.

Bonito – Mato Grosso do Sul


Lagoa de Bonito
Belezas da cidade de Bonito - MS

Não a como discordar daquele velho trocadilho “Em Bonito, tudo é realmente muito bonito”. A cidade localizada na Serra da Bodoquena abriga a maior extensão de florestas preservadas do Mato Grosso do Sul e possui também o maior aquário de água doce no Brasil. As opções de ecoturismo são várias: banhos de cachoeira, trilhas, treking, mergulho, entre outras coisas. Se você deseja saber mais informações sobre a cidade, as atividades e as belezas do local, a dica que a FalaTurista lhe dá é o blog sobre Bonito e o Pantanal. O blog é super completo e vale muito à pena conferir as matérias de lá.

Castro e Tibagi – Paraná


Cânion Guartelá - Paraná
Cânion Guartelá - Paraná

Entre as duas cidades do interior paranaense fica localizado o Cânion Guartelá. Ele é o 6º maior cânion do mundo e um dos locais mais procurados para quem gosta do contato íntimo com a natureza. Mas se você optar por conhecer o local, fique atento a principal recomendação sobre o

Cânion Guartelá: Agende sua visita, pois lá só entram 20 pessoas por dia, devido ao cuidado e preservação do Parque Estadual Guartelá, onde fica o cânion.
Ah, não se esqueça de aproveitar para se banhar nos “panelões” de água. Os panelões são formações rochosas repletas de água e que se parecem muito com banheiras de hidromassagem, só que natural, é claro!O parque fica bem próximo à Curitiba. Se você vai visitar a capital paranaense, não deixe de dar um pulinho no parque.

Veja os 5 mandamentos do Ecoturismo

  1. Da natureza nada se tira a não ser fotos.
  2. Nada se deixa a não ser pegadas.
  3. Nada se leva a não ser recordaçõese fotos.
  4. Andar em silêncio e em grupos pequenos.
  5. Respeitar uma distância dos animais, evitando gerar stress.
O que você achou das dicas? Boas, não? Então aproveite suas próximas férias e curta uma aventura mais próxima da natureza. Não se esqueça de participar comentando!

O Clone está de volta !

Uma das series mais vistas no Azedinho Doce está de volta depois de um ano ...começamos com esse clone ai!


Você se acha parecido com algum animal ou com seu pet ;sua foto pode ser publicada aqui no Azedinho Doce basta publicar em um comentario ou enviar po email.

Frase do dia


Sorriso do dia

Os animais da galeria acima dão uma verdadeira lição de vida! Para eles, não faz o menor sentido viver sem sorrir. Em registros feitos por fotógrafos de todo o mundo, diferentes bichos – que variam de tamanho, espécie e até número de dentes na boca – aparecem sorrindo e até dando a impressão de que estão gargalhando. As imagens foram reunidas pelo jornal britânico Daily MailO reino animal gosta mesmo é de chorar de rir!Próxima
O reino animal gosta mesmo é de chorar de rir!Até os mais ferozes não resistem ao poder do risoPróxima
Até os mais ferozes não resistem ao poder do riso.
O simpático golfinho também liberou a gargalhadaPróxima
O simpático golfinho também liberou a gargalhada

.Peixinho-dourado aprende a fazer gol em aquário

O inglês Peter Bettison ensinou seu peixinho-dourado a marcar gols em um pequeno campo de futebol colocado dentro do aquário.

Peixe dourado goleador Span. Foto: BBC/reprodução de vídeo.
Peixe dourado goleador Span joga bola no fundo do seu aquário

Span, como é chamado o animal, sabe marcar, literalmente, gols de "peixinho".

O britânico de 80 anos da região de Exeter, no sudoeste da Inglaterra, conta que Span tem boa memória, ao contrário do que geralmente se fala a respeito dos peixinhos-dourados.
O peixe já ajudou até mesmo a arrecadar dinheiro para uma instituição de caridade - uma pequena quantia de 30 libras (cerca de R$ 90) doados a uma instituição que trabalha para um hospital.

Veja o video :
http://www.bbc.co.uk/portuguese/videos_e_fotos/2013/07/130712_peixe_futebol_dg.shtml


Cinco coisas que você não sabia sobre a vida secreta dos gatos

gato-comportamento-animal-planet
Estudo comprovou que os gatos perambulam pela casa de outros gatos. Konstantinos Papakonstantinou/Creative Commons



Acreditamos que sabemos tudo sobre nossos animais de estimação, seus hábitos, gostos e fraquezas. No entanto, os gatos levam uma vida secreta e pouco conhecida. É o que confirma um estudo realizado por pesquisadores da BBC Horizon e cientistas do Royal Veterinary College, do Reino Unido, que revela os comportamentos surpreendentes dos gatos quando não estamos por perto.

“Em muitos sentidos, os cientistas sabem mais sobre o comportamento errante dos grandes felinos da África que sobre os animais domésticos, o que levou a Horizon a se associar ao Royal Veterinary College nesse ambicioso experimento”, explicou Helen Sage, produtora da BBC Horizon. O resultado da parceria é uma série de vídeos documentais sobre nossos felinos de estimação, os gatos.

gato2-comportamento-animal-planet
Segundo as observações, os gatos costumam escolher rotas estratégicas para evitar confrontos. Hannibal Poenaru/Creative Commons

A vida secreta dos gatos é o resultado de uma pesquisa realizada com 50 gatos na cidade de Surrey, no Reino Unido. Os felinos foram vigiados 24 horas por dia com coleiras equipadas com GPS e “cat-cams”, câmeras especialmente projetadas para acompanhar os bichanos em suas atividades diárias.

Ao observar os detalhes do dia a dia de cada gato, os pesquisadores reuniram dados interessantes sobre seu comportamento fora de casa. Conheça as cinco conclusões do estudo:

1. Caçam menos do que pensamos

Quando os gatos perambulam pela rua ou pela vizinhança, não costumam caçar roedores e outros animais pequenos na quantidade prevista. O estudo sugere que a vida doméstica ocasionou mudanças comportamentais nos gatos, que gradualmente perderam parte de seus instintos, como a caça. De fato, acredita-se que os gatos continuarão a levar uma vida estritamente doméstica.

2. Tentam evitar confrontos

Uma das observações mais interessantes do estudo revelou que os gatos possuem um complexo sistema de marcações e sinais para indicar a outros felinos que estão ou estiveram em um lugar, evitando confrontos diretos. Embora os pesquisadores tenham observado disputas e brigas ferozes entre os gatos, na maioria dos casos esse sistema de sinais odoríferos evitava conflitos.

3. Roubam comida de outras casas

Os gatos do estudo tinham um lar e estavam bem alimentados, no entanto, muitos deles perambulavam pela casa de outros gatos para explorar e, em alguns casos, roubar comida. Embora o estudo tenha determinado que a maioria dos gatos prefere evitar confrontos, ter mais alimento ao seu alcance parecia ser uma grande tentação durante os passeios diários dos bichanos.

gato3-comportamento-animal-planet
Muitos gatos aprenderam a se comunicar om seus donos com miados e ronronados distintos. Tambako the Jaguar/Creative Commons

4. Percorrem distâncias mais longas

Quando os gatos saem de casa, vivem aventuras e percorrem distâncias maiores do que seus donos imaginam. Por meio do localizador GPS, instalado em cada gato, os pesquisadores observaram que eles percorreram vários quilômetros, inclusive em longos passeios noturnos, e entravam até em lugares perigosos.

5. Usam diferentes miados e ronronados para se comunicar

Quanto ao relacionamento com os humanos, o estudo concluiu que os gatos desenvolveram miados e ronronados mais ou menos complexos para comunicar diferentes sensações. Existe um ronronado comum, cotidiano, para expressar satisfação ou tranquilidade, e outros menos frequentes, com velocidades e intensidades diferentes, que expressam interesse, curiosidade ou ansiedade.

Você já observou algum comportamento curioso em seu gato? Conte nos comentários.
Por Victoria Bembibre do Animal Planet

Dose de fofura

gato-do-mato-animal-planet
Poli foi alimentado com mamadeira logo depois de nascer. ©Zoológico de São Paulo/Divulgação



Este adorável filhote de gato-do-mato (Leopardus tigrinus) se chama Poli e nasceu em 14 de janeiro deste ano no Zoológico de São Paulo. Diferentemente de sua mãe, que é negra devido a uma mutação genética chamada melanismo, Poli tem as típicas manchas da espécie.

Luíza, a mãe de Poli, rejeitou o filhote logo depois do nascimento, e os funcionários do Zoológico tiveram que alimentá-lo com uma mamadeira. Hoje com cinco meses, ele está crescendo saudável, o que significa uma vitória para esta espécie que é considerada volnerável .

gato-do-mato-2-animal-planet
O gato-do-mato tem o tamanho e o peso de um gato doméstico. ©Zoológico São Paulo Zoo/Divulgação

O gato-do-mato é um felino de tamanho pequeno e hábitos noturnos. Vive em diversas partes do mundo, como as florestas da Costa Rica, o sul do Brasil e algumas regiões da Argentina. Quando adulto, mede entre 40 e 50 centímetros e pesa no máximo três quilos. Apesar de ter o tamanho de um gato doméstico, é feroz. Outra característica que distingue esse felino são os olhos grandes e expressivos.O gato-do-mato é parente da jaguaritica e se alimenta de roedores e pássaros. Como os gatos comuns, eles ronronam .

gato-do-mato-3-animal-planet
Os gatos-do-mato encontram-se em situação de vulnerabilidade. ©Sao Paulo Zoo/Divulgação

Em estado selvagem, podem viver até onze anos, mas há registros de espécimes que viveram até os 17anos.

Como costuma acontecer com espécies de pelagem pintada, os gatos-do-mato foram muito perseguidos, e em alguns países eles tem uma proteção especial. Mas a caça não é o único perigo que esse felino enfrenta: a perda de seu habitat natural  em devido ao desmatamento; o coloca em uma situação altamente vulnerável pois suas populações costumam ser pequenas e isoladas.

Relatórios da União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN) revelam que o gato-do-mato está entre os felinos pequenos mais atacados e perseguidos.

 FONTE:http://animalplanet.discoverybrasil.uol.com.br

Baseado no texto de Victoria Bembibre

Fotoguia

 

Andrassy Castle

Considerado um dos mais belos da Europa, este labirinto de cercas-vivas está localizado no castelo de Andrassy, em Tiszadob, Hungria.
Labirinto húngaro de cercas-vivas. Fonte da imagem: Reprodução/Gizmodo

Pintura em 3D



Este trabalho foi feito para promover o lançamento do filme "Batman: The Dark Knight Rises" em Madri, Espanha, em 2012
Fonte:http://fotos.br.msn.com

Indicaçoes

True Blood

True BloodPoster True Blood 6ª temporada

Os aficionados por séries fantásticas provavelmente já conhecem True Blood, série baseada nos livros Southern Vampires, de Charleine Harris, com criação e roteiro do aclamado Alan Ball. A trama conta sobre a integração dos vampiros, antes considerados monstros, com os humanos após a invenção do sangue sintético por um cientista japonês.


Leia masi em : http://curiosando.com.br/true-blood-hbo/#ixzz2YxLarJdP

Ilusão de otica

Aqui outro truque que engana seu cérebro por causa do contexto. Qual linha vertical é maior? As duas têm o mesmo tamanho apesar de a de dentro parecer maior porque nós tendemos a esperar uma proporção.

Fonte:noticias.uol.com.br/


Fórmula secreta dos antigos romanos pode ajudar os construtores atuais

Fórmula secreta dos antigos romanos pode ajudar os construtores atuais




Você já parou para pensar na idade de inúmeras estruturas construídas pelos antigos romanos e que continuam de pé até os dias de hoje? Algumas existem há milênios, e continuam lá, firmes e fortes. Entretanto, o concreto que utilizamos atualmente começa a se deteriorar depois de apenas algumas décadas de exposição aos elementos, provando que os antigos sabiam melhor do que nós o que estavam fazendo.
Isso pode mudar, pois, finalmente, um grupo de pesquisadores da Universidade de Berkeley, liderados pelo brasileiro Paulo Monteiro, conseguiu identificar exatamente o que é que tornava a mistura de concreto inventada pelos antigos romanos tão eficiente. E mais: a descoberta da “fórmula secreta” pode, inclusive, ajudar os construtores atuais a formularem um concreto de melhor qualidade e cuja produção cause menos impactos ao meio ambiente.

Portland

Sacos de cimento Portland Fonte da imagem: Reprodução/Wikipédia
Atualmente, a “cola” que mantém a mistura do concreto no lugar é o famoso cimento Portland, cuja produção libera uma boa quantidade de poluentes na atmosfera. Isso ocorre porque, para produzi-lo, é necessário aquecer uma mistura de pedras calcárias e argila a temperaturas de 1.450 °C, e a liberação de CO2 resultante equivale a cerca de 7% das emissões produzidas pela indústria todos os anos.
Os cientistas descobriram que os antigos romanos adicionavam à mistura rochas vulcânicas e uma quantidade bem menor — e específica — de cal, aquecendo esses materiais a 900 °C. Isso significa que os romanos utilizavam bem menos combustível para criar o concreto de então, o qual, além de ser mais robusto que o atual, resulta em uma quantidade bem menor de emissões.

Receita milenar

Fonte da imagem: Reprodução/ Universidade de Berkeley
Conforme explicaram os cientistas, para construir estruturas que ficariam em contato com a água do mar ou submersas, os romanos misturavam cal e cinzas vulcânicas para criar a argamassa. A essa mescla os antigos construtores adicionavam o tufo — um tipo de rocha vulcânica —, criando formas de madeira a partir dessa massa.
Depois, ao incorporar a água do mar à mescla, uma reação química quente era imediatamente desencadeada, provocando a hidratação da cal — incorporando moléculas de água à estrutura —, que reagia com a cinza vulcânica para cimentar toda a mistura. Ainda serão precisos diversos estudos para adaptar as técnicas de construção romanas às necessidades atuais, mas a velha fórmula utilizada pelos antigos continua se provando incomparável.

7 barulhos que serão extintos em breve [vídeo]

7 barulhos que serão extintos em breve [vídeo]




Extinção é o ato de deixar de existir, é o desaparecimento. Nesse sentido, é comum pensarmos na extinção de espécies, certo? Mas o site Mental Floss fez uma lista de sons – sim, sons, aquilo que faz barulho – que logo se tornarão obsoletos, e de fato eles estão certos. Daqui a algum tempo alguns barulhinhos sumirão completamente de nossas vidas, mas talvez continuem na memória. Vamos a eles:

1) Telefone antigo

Se você for muito novinho, é bem provável que nunca tenha visto esse tipo de aparelho, mas, se tiver um pouco mais de experiência, talvez tenha usado esse telefone, na casa da sua avó, quando fazia ligações escondidas para o 145 – Disque Amizade.

2) Máquina de escrever

Ah, a máquina de escrever... Como era charmosa, respeitada, intocável por qualquer um que não fosse o dono da dita cuja. Meninos e meninas, houve um tempo em que as pessoas faziam cursos de datilografia (para a lista de palavras em extinção) com a finalidade de aprender a digitar em uma dessas incríveis geringonças.

3) Câmeras analógicas

O modelo do comercial a seguir é realmente antigo e talvez apenas seus pais ou avós tenham ouvido falar desses flashes bizarros para deixar as suas fotografias muito mais supimpas.

4) Televisão de madeira

Nos primeiros segundos do vídeo abaixo, você pode ficar com a certeza de que a Samara, personagem do filme “O Chamado”, vai sair da televisão a qualquer momento. Mas acalme-se, pois isso é apenas uma televisão de madeira, como eram esses aparelhos há algumas décadas. E aí, o que você achou desse barulhinho antes de sintonizar um canal?

5) Vitrola

Nostálgicos trintões de plantão ainda acham que o som vindo de um vinil é o melhor de todos. Talvez eles tenham razão.

6) TV fora do ar

Acredite ou não, novinho, mas antigamente – aliás, nem tão antigamente assim – não havia programação de madrugada para as emissoras de TV; então por algumas horas, se você ligasse a televisão, iria ver isso que está no vídeo abaixo.

7) Caixa registradora

Esse item era tão incrível que existiam brinquedos assim, com dinheiros de mentirinha, os quais faziam a alegria de toda criança. Resumindo, esse era o barulhinho que se ouvia antigamente depois de pagar pelos chocolates em formato de guarda-chuva na mercearia da esquina.

VOCE SE LEMBRA DE OUTRO SOM QUE PROVAVELMENTE SERA EXTINTO ?DEIXE NOS COMENTARIO?

Nerd:Importante batalha da Segunda Guerra Mundial é recriada com LEGO

Importante batalha da Segunda Guerra Mundial é recriada com LEGO
Se você se interessa por História, especialmente a relacionada com a Segunda Guerra Mundial, imagine que incrível ver a cena de uma importante batalha recriada totalmente com LEGO? De acordo com o courierpress.com, o pessoal do Brickmania reproduziu a Batalha de Peleliu — travada entre os EUA e o Japão no Pacífico — em detalhe, incluindo tanques, soldados, marinheiros e até uma réplica do navio USS LST-325 com mais de 3 metros de comprimento.
A cena da batalha foi montada sobre uma maquete com mais de 7 metros, e foram necessários mais de 500 mil bloquinhos de plástico para recriá-la com os mais mínimos detalhes. Assim, além do navio de guerra — que reproduz o original que contava com 100 metros de comprimento —, carregado com suprimentos, tanques e veículos, é possível encontrar aviões, muitas armas, pequenos soldadinhos de vários tipos, bombas explodindo e até um tubarão faminto no mar.
A Batalha de Peleliu — cujo codinome era Operação Stalemate II — ocorreu em 1944 na pequena ilha de Peleliu. A previsão inicial era de que o combate duraria apenas alguns dias, mas ele acabou se estendendo por dois meses e custando a vida de mais de 10 mil pessoas, ficando conhecido como o enfrentamento com o maior número de vítimas militares travado no Pacífico. Confira mais detalhes da batalha nas imagens a seguir:

1 – Vista geral

Fonte da imagem: Reprodução/LEG GODT

2 – Soldadinhos

Fonte da imagem: Reprodução/LEG GODT

3 – Desembarque

Fonte da imagem: Reprodução/LEG GODT

4 – Tubarão faminto

Fonte da imagem: Reprodução/Brickmania

5 – Aviãozinho

Fonte da imagem: Reprodução/LEG GODT

6 – Tanque anfíbio

Fonte da imagem: Reprodução/LEG GODT

7 – Navegando

Fonte da imagem: Reprodução/LEG GODT

8 – Morreu...

Fonte da imagem: Reprodução/LEG GODT

Casa na Califórnia fica presa na ponta de um prédio [vídeo]

Casa na Califórnia fica presa na ponta de um prédio [vídeo]




Alguma vez na sua vida você já viu uma casa pendurada em cima de um prédio, como se tivesse saído de uma cena de “O Mágico de Oz”? Bem, caso você esteja em São Diego, na Universidade da Califórnia, nos EUA, provavelmente já viu ou verá. Conhecida como Estrela Cadente, a casa, que fica na ponta de um dos prédios da instituição, foi projetada por Do Ho Suh, um artista coreano com muita criatividade.
A casa é, na verdade, uma escultura – bem realista – que foi instalada na universidade no ano passado. A ideia surgiu a partir das experiências pessoas de Ho Suh, que pretendia abordar temas relacionados à moradia em suas mais diversas formas, relacionando cultura, ambiente, percepções de vizinhança e de espaço.
Desde que saiu de Seul, em 1991, o artista precisou se readaptar ao ambiente novo com o qual se deparou, e isso acabou inspirando-o em muitos de seus trabalhos. A dedicação e a criatividade renderam a Ho Suh vários prêmios e exposições em museus ao redor do mundo. Atualmente, ele vive e trabalha em Nova York, Londres e Seul.

Estrela Cadente

Fonte da imagem: Reprodução/DailyMail
Essa estrutura é completamente mobiliada, tem iluminação e parece ser uma casa habitada por alguém. É permitido visitação, inclusive. Aparentemente, não há risco de queda, mas você precisa se sentir bem em estar em um ambiente onde tudo é inclinado. Confira a seguir algumas imagens dessa casa que parece ter caído do céu e depois nos conte o que achou da ideia.
Depois das fotos há também um vídeo, que mostra imagens da casa sendo levada até o topo do prédio. As legendas estão em inglês, mas você pode habilitar a tradução automática, que está com boa qualidade. Você teria coragem de entrar ali ou será que sofreria de algum tipo de vertigem?

Tinha uma casa no meio do caminho

Fonte da imagem: Reprodução/DailyMail

Jardins suspensos

Fonte da imagem: Reprodução/DailyMail

Inclinadinho

Fonte da imagem: Reprodução/DailyMail

Vídeo