domingo, 1 de julho de 2012

Bom dia e boas ferias

tá acabando o final de semana

relogio nerd

Relógio de Nerd

Choro do chaves em lingua matematica

Choro do Chaves em linguagem matemática

Link do dia vai para:

Homem pinguim
Homem pinguim

Um dia de fotografo ...( nova serie, q passará aos domingos )

Incrivel de hoje vai para:

o gato picachu!

Animais saltando(saltos animais a serie)

Na espreita

Mona lisa de um jeito muito mais legal

Pintura em 3d

Ilusão de otica (vc consegue definir a forma dessa figura)

Gatos cantores

Sorriso do dia

Pentiado maneiro de hoje :

Para animais jovens!
Nestas férias o Azedinho doce vai dar dicas de viagens e lugares interesantes para conhecer.
O de hoje é:
 Chapada Diamantina!



O Parque Nacional da Chapada Diamantina compreende parte dos territórios de Lençóis, Mucugê, Palmeiras, Itaitê e Ibicoara. Distante 448 km de Salvador, foi criado em 1985 para preservar os ecossistemas da Serra do Sincorá. Para amantes do ecoturismo esta região é perfeita pois a natureza está quase intocada e as pousadas procuram preservar o naturalismo. Aliás, o turismo ecológico consciente dá à Chapada as melhores características de um pólo de lazer que preserva a natureza.São milhares de quilômetros de águas cristalinas que brotam dos cumes, escorrem pelas serras em cachoeiras, deságuam em planaltos e planícies formando belíssimos poços e piscinas naturais. A beleza das águas é complementada por uma vegetação exuberante.Alguns atrativos naturais causam espanto como a Cachoeira da Fumaça e seus 380 metros de queda livre. Mas são tantas as atrações que se pode optar entre visitar grutas, tomar banho de cachoeira, fazer trekking em antigas trilhas de garimpeiros, montar a cavalo ou praticar esportes e aventuras. São atrativos, ainda, as orquídeas, as bromélias, as canelas-de-ema e as sempre-vivas, além da diversidade da fauna. A curiosidade se aguça em meio às ruínas da cidade fantasma, construída com pedras que formam as paredes de pequenas grutas.

A época ideal de visitação do parque nacional depende muito do roteiro seguido. Para conhecer a gruta do Lapão, por exemplo, a melhor data é de março a dezembro. O trekking no parque nacional, por outro lado, é mais bem aproveitado de março a outubro, quando chove menos. Ou seja, ao longo de todo o ano, a Chapada Diamantina é sempre uma boa oportunidade de um maior contato com a natureza.
   A Chapada Diamantina nem sempre foi uma imponente cadeia de serras. Há cerca de um bilhão e setecentos milhões de anos, iniciou-se a formação da bacia sedimentar do Espinhaço, a partir de uma série de extensas depressões que foram preenchidas com materiais expelidos de vulcões, areias sopradas pelo vento e cascalhos caídos de suas bordas.